O que é telemedicina?

A telemedicina corresponde a uma modalidade de atendimento não presencial. Pode ser realizada de diversas formas, seja através de plataformas convencionais (como WhatsApp) ou plataformas específicas de telemedicina podendo conectar o médico e o paciente por áudio ou por áudio e vídeo.

Onde a telemedicina é utilizada?

A telemedicina já é bastante utilizada em vários países como Israel, Alemanha, Inglaterra, Estados Unidos e Canadá.

Com a pandemia do Coronavírus o uso da telemedicina se tornou global

Quais as regulamentações?

O Conselho Federal de Medicina (CFM) iniciou em 2002 o processo de regulamentação da telemedicina.

Desde então, o uso da telemedicina começou a ganhar corpo, e já estava muito comum em nosso meio a uso da telemedicina nos exames radiológicos para laudo a distância e também para segunda opniões médicas (de médico para médico) como junta médica.

Com a pandemia do coronavírus o Governo Federal em 15 de abril de 2020 autorizou o uso de Telemedicina durante o período de Pandemia.

Quais as vantagens e limitações?

As principais vantagens são:

  • Facilita a interação e acesso entre médico e paciente
  • Otimiza o tempo do paciente principalmente nos grandes centros
  • Permite o envio de exames de imagens previamente para a avaliação prévia

As principais limitações são?

  • A impossibilidade de exame clínico  
    • Desta forma, o exame clínico será realizado no primeiro momento oportuno 

Desafios para o futuro?

A implementação da Telemedicina na prática passa por uma mudança cultural da nossa sociedade, mas será mais uma ferramenta para possibilitar uma maior interação entre o médico e o paciente sempre tendo com foco a humanização do atendimento e a busca do êxito no tratamento com uso da tecnologia para a otimização de toda a jornada do paciente.

Prevenção começa com informação.

Agende sua consulta