Quais os fatores de risco para Câncer de Mama?

O câncer de mama é o resultado da interação de fatores genéticos com o estilo de vida, aspecto reprodutivo e o meio ambiente.

A prevenção primária do câncer de mama está relacionada ao controle dos fatores de risco modificáveis conhecidos, através da promoção de práticas e comportamentos considerados protetores.

Os fatores hereditários e os associados ao ciclo reprodutivo da mulher estão relacionados com menos de 5% dos casos de câncer de mama, não sendo passíveis de modificação por ações de saúde. Já os fatores de risco modificáveis, como alimentação inadequada, tabagismo, sedentarismo, obesidade, uso indiscriminado de hormônios, consumo de álcool, terapia de reposição hormonal são passíveis de mudança e responsáveis por mais de 95% dos casos de câncer mamário.

Medidas que podem contribuir para a prevenção primária da doença são: praticar atividade física regularmente, manter o peso corporal adequado, adotar uma alimentação saudável priorizando o aleitamento materno, o consumo de alimentos in natura, além de reduzir ou evitar o consumo de alimentos ultraprocessados e de bebidas alcóolicas. A adoção de hábitos saudáveis pode reduzir em até 28 % o risco de desenvolver câncer de mama.

A despeito dos avanços no conhecimento dos fatores epidemiológicos do câncer de mama e da evolução na abordagem terapêutica, a morbidade e mortalidade associadas a esta doença permanecem elevadas. O diagnóstico precoce, portanto oferece as melhores chances de impacto sobre esta neoplasia, sendo este embasado na consciência do próprio corpo (incluindo observação e palpação eventuais e sem técnica padrão), sinais de alerta de câncer e mamografia bianual na faixa etária alvo (50 a 69 anos).

Gostou da matéria? Visite nossa página no Facebook, Instagram e em nosso Site e confira todas as nossas postagens.